Colégio FAG, Letras, Jornalismo e Pedagogia recebem argentinos para intercâmbio
Oito alunos e três professoras fizeram parte da comitiva, que viajou por 1600 quilômetros até chegar à Capital do Oeste

O sotaque espanhol foi bastante ouvido no Centro Universitário FAG. Nas últimas semanas, a Instituição e o Colégio FAG receberam um grupo de estudantes argentinos, que vieram aprender um pouco mais da Língua Portuguesa. Eles estudam Letras Espanhol/Português no Instituto Normal Superior en Lenguas Vivas Juan Bautista Alberdi, na província de Tucumán.

Oito alunos e três professoras fizeram parte da comitiva, que viajou por 1600 quilômetros até chegar à Capital do Oeste. Como parte do roteiro no Centro FAG, eles assistiram à aula de Língua Portuguesa, no curso de Letras, com a professora Noiara Paim Zardo. No Colégio FAG, participaram da aula da mesma disciplina, com a professora Suzana Cecato. Eles complementaram o aprendizado com uma aula de Redação Jornalística, com a professora Julliane Brita. "Os estudantes e professores argentinos foram uma grata surpresa. O interesse pelo que estava sendo dito em aula era visível nos olhares extremamente interessados - e nos ouvidos muito atentos para não perder nada na troca de sotaques e mundos, afinal, eram mais de mil quilômetros de distância entre nossos cotidianos, além de uma realidade consideravelmente diferente. Apesar dessas barreiras, não houve impedimento para que participassem e, no fim da aula, ainda agradecessem o conteúdo apresentado. Nossos alunos também se interessaram pelas experiências compartilhadas por eles; momentos assim são de extrema importância num ambiente acadêmico, calcado fundamentalmente em trocas. O crescimento é de todos: em relatos, informações e humanidade", ressaltou a professora Julliane.

Os relatos dos argentinos são de uma experiência que ficará marcada de forma pessoal e profissional. "Para mim foi uma experiência rica e proveitosa. Foi um aprendizado diferente, porque ficamos, durante esses dias, em casas de professores brasileiros. A cidade é muito bonita, tem muita cultura e um polo muito importante de educação", expressou a estudante Geralda Lizarraga. "A experiência foi linda. As pessoas daqui são muito hospitaleiras, fomos muito bem recebidos. O objetivo foi alcançado. Para os alunos foi incrível. A cada dia conseguem falar melhor o português, conhecem mais palavras, ampliam o vocabulário", complementou a professora, que acompanhou os alunos, Adriana Ledesma. As docentes, Victoria Pedraza, que morou por 32 anos em Cascavel, e Nanci Gomes, também fizeram parte do grupo.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       

Para o Coordenador de Letras e Pedagogia do Centro FAG, Paulo Fachin, o aprendizado foi para ambas as partes. "Os alunos e professores da Argentina nos visitaram com o objetivo de praticar a Língua Portuguesa, uma vez que a ensinam como língua estrangeira em seu país. Foram dias de muitas atividades, em que os cursos de Letras, Jornalismo e o Colégio FAG puderam colaborar com a formação destes professores. A ideia, de agora em diante, é um encontro ao ano em cada um dos países, um intercâmbio entre a universidade de Tucumán e a FAG, contribuindo para o aperfeiçoamento dos professores de Língua Portuguesa", finalizou. 


VOLTAR