9º ano do Colégio FAG simula júri
Os alunos foram advogados, juiz, oficiais de justiça, testemunhas e réu

Estudantes do Colégio FAG participaram de uma atividade diferente no auditório do Bloco II. O 9º ano simulou um júri, em que os próprios alunos foram advogados, juiz, oficiais de justiça, testemunhas e réu. O "julgamento" foi analisou um crime que aconteceu durante a ditadura militar. Alunos do 8º ano e do 1º ano também participaram da atividade.

A prática faz parte da disciplina de História, coordenada pelo professor Genaro Luiz. Ele conta que tudo que se aprende com a arte se aprende melhor e com prazer. "Atividades assim reforçam a memória dos alunos. Eles fizeram uma pesquisa sob nossa orientação, mas nunca houve uma imposição sobre a inocência ou a culpabilidade do referido perito, foram os próprios alunos, a partir das pesquisas deles, que tiraram suas conclusões", explicou. 

Geovane Capellaro fez o papel de réu na encenação. Mesmo sendo "condenado" ele relatou que gostou muito de participar da atividade. "O júri foi tão divertido de ensaiar quanto de apresentar. Os ensaios ajudaram e a apresentação ficou muito boa", contou. 


VOLTAR